Notícias

A importância da troca de óleo do motor

Simples à primeira vista, a troca do óleo é muito mais importante para a vida útil do motor do que muitos imaginam. Uma lubrificação deficiente pode causar desde danos mais simples - como redução de desempenho e aumento do consumo de combustível - até o temido diagnóstico de "motor fundido", que pode representar até metade do valor do automóvel na hora de conserto. Com o objetivo de derrubar mitos e esclarecer as principais dúvidas dos motoristas, Confira 6 dicas para fazer seu óleo (e motor) durar mais.
1 - Troca
Ela deve ser feita quando atingir o período recomendado pelo fabricante. Essa informação está bem clara no manual do proprietário. Se você ainda não sabe, consulte o manual. Além do prazo, lá consta o tipo de óleo e quantos litros devem ser usados. Quase todas as montadoras recomendam antecipar a troca de óleo em carros com “uso severo”. Essa definição aplica-se a motoristas que enfrentam grandes engarrafamentos (com velocidade média inferior a 10 km/h), estradas com muita poeira, barro ou lama, ou quando o veículo roda no máximo 5 km por viagem. Um exemplo muito interessante para ilustrar melhor esta situação de troca de óleo: quando uma pessoa utiliza o carro apenas para ir e voltar ao trabalho, que fica a uma distancia de 3,5 Km de sua residência, saindo de casa de manhã cedo, deixando o carro desligado o dia inteiro e retornando no final da tarde, ele vai acabar tornando o óleo mais impuro. Isso porque ele não vai atingir a temperatura ideal de trabalho, e toda a condensação de água e combustível não queimado vai para o cárter e contamina o óleo. É o típico exemplo que a pessoa não roda muito com o carro, mas mesmo assim a troca se faz necessária.
2 - Completar o nível
Com o uso do carro, o nível do óleo baixa um pouco devido às folgas do motor e à queima parcial na câmara de combustão. Assim, enquanto não chegar a hora da troca do óleo, deve-se completar o nível. Não há nada de errado nisso. As montadoras consideram normal baixar de meio litro a um litro de óleo a cada 1 mil quilômetros rodados, dependendo do modelo.
3 - Local
O óleo do carro deve preferencialmente ser trocado num posto ou oficina. A medição do nível deve ser feita em um local plano e com o motor frio, preferencialmente após 10 minutos do carro parado. Se o nível estiver entre o mínimo e o máximo, não há necessidade de completar.
4 - Temperatura do motor
Para a retirada do óleo na hora da troca, é bom o que o motor esteja quente. Assim, o óleo ficará mais fluido e fino.
5 - Filtro
Sempre que trocar de óleo, troque também o filtro de óleo. Isso irá garantir que seu motor não fique impregnado por impurezas.Trocar óleo e manter o filtro é o mesmo que tomar banho e não trocar de roupa. Apesar de cada veículo ter uma especificação, a recomendação geral é a substituição de óleo e filtro juntos, já que o segundo impede a circulação de impurezas no motor. "Se você comparar a manutenção corretiva com a preventiva, que é substituir o filtro de forma correta, a relação custo-benefício é muito maior. Não trocar o filtro pode comprometer peças que têm um custo elevado se comparadas à economia de economizar no filtro"
6 - Óleo velho
Sim, óleo fica velho. Caso o motorista rode pouco e não alcance a quilometragem estipulada para a troca, precisa substituir o lubrificante após seis meses. Depois desse prazo, o óleo velho pode prejudicar a bomba de óleo, que é a responsável por manter em dia a lubrificação do motor do carro.

post/be48835f664347cd08966ffb8dcd34b7.jpg

Fonte: http://quatrorodas.abril.com.br/autoservico/reportagens/troca-oleo-643393.shtml

Akira Auto Repar

Informações.

Av. Emílio Ribas, 1690 - Gopoúva
Guarulhos - SP.
11.2409.3211 / 11.2409.7205
whatsup 11.94771-2619 / nextel 2*41948
akira@akiraautorepar.com.br

Segunda a Sexta das 8:00 as 18:00 Hrs

Todos os direitos reservados a © Akira Auto Repar